Elaboração de projetos culturais, palestras, oficinas, curso, animação de aniversários infantis.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

O significado da Casa de Cultura pra Janduís


Porta principal é segura com pedras e um pau
A sede da Casa de Cultura em Janduís, teve endereço certo após reforma do prédio Vaporzão que começou em 2005 , concluída em 2006. Aos olhos dos artistas era de encher o peito de orgulho e alegria.

Contudo, várias datas de inaugurações foram marcadas e o Governo do RN nunca deu prioridade a Janduís, embora tivesse em momento afinado com a administração municipal. E ainda continua, sem inaugurar.

Estive Agente da Casa, e confesso que faltou muito, apesar de viabilizar o necessário como ter os artistas ensaiando, eventos, reuniões e a boa utilização do espaço. Além de trazer um Ponto de Cultura pra melhorar as ações.

Mesmo assim, caímos numa disputa desinteressante que nada acrescentou aos trabalhos da Casa e a mesma continuou e continua como está: sem ação, sem rumo nem direção. É um caso sem solução, não há interesse do Estado na Casa de Cultura de Janduís. Se passaram quase 8 anos e nada de novo.

Já tive disputas pela Casa de Cultura na tentativa de ver tal espaço com alegria, oficinas, funcionando como sempre sonhamos. A cada dia o espaço se afunda em ruínas físicas, humanas, estruturais e principalmente política.

Nesses 20 anos na Casa de Cultura, mesmo ainda quando era Vaporzão, por uma questão de bom senso, vejo que é em vão lutar por uma coisa que será sempre uma “Casa da Discórdia”.

Entra Governo e saí Governo e enquanto não houver uma repactuação municipal com artistas e poderes integrados, um plano de Estado, o semblante da Casa da Cultura será o mesmo.

E quem assume a função de agente de cultura em Janduís, por melhores intenções que tenham, terá sempre o entrave político e má fé pelos Governos. É preciso revolucionar a forma como é conduzido um espaço cultural conquistado por todos.

A menos que os Governos do Estado prove o contrário em ações, diria o contrário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário