Elaboração de projetos culturais, palestras, oficinas, curso, animação de aniversários infantis.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Renovado de mais um Grande Festival

Parada em Marizópolis/PB
O VII Festival de Arneiroz/CE é uma das maiores intervenções culturais do Brasil. Encravado no sertão dos Inhamuns, o evento é uma prova forte da resistência do Arte Jucá. Um grupo que só pensa no bem da comunidade e enfrenta a feroz megalomania do Poder Público.
Almoço em Antonina do Norte/CE
Diante de todas as discussões políticas e sociais presenciadas, volto mais forte, renovado e com mais sede de fazer mais no campo das artes públicas de rua. E nos debates, desejaria que os nossos algozes, ainda mesmo os que beberam de nossa água e desejam nosso fim, estivessem presentes.
Cortejo em Arneiroz/CE
Há uma diversidade cultural muito rica, sem contar na própria experiência coletiva com os companheiros de trabalho durante os dias de convivência. É um espaço totalmente puro e encantador por cada ativista que encontramos resistindo no mundo a fora.
Roda de conversa com Amir Haddad
 O período de 24 a 28 de maio, me fez refletir sobre tudo que conseguimos realizar, ainda assim, renova-se os conceitos e entra na luta de cabeça erguida e com a mesma certeza que o que fazemos é mais sólido do que qualquer nuvem passageira que tenta abolir os espaços do povo. O rumo continua o mesmo e mais promissor.

A Luta pela Sobrevivência Cultural

Cia. Ciranduís
No ano de 2012, o município de Janduís buscou o debate sobre a criação de leis que garantissem a todos os artistas, sem distinção de partido, o direito a formação, sobrevivência e multiplicação.

Os debates do Fórum de Cultura, a formalização do Conselho de Cultura, a Criação do Fundo Municipal de Cultura com repasses de 1% do orçamento municipal e a própria Fundação de Cultura que deveria receber recursos, voltam a ser sonho.

Levamos mais de 20 anos pra buscar a institucionalização da cultura em Janduís. Muitas brigas, decepções, rachas e conquistas. E agora, depois de muita coisa pronta o Poder fecha os olhos pra o cumprimento da Lei.


Não sei por que existe parlamento, Promotoria de Justiça, se a injustiça teima em cercar os planos de uma comunidade que avança. O que deveria ser impessoal vira “Casa de Mãe Joana” e nada avança. Ao menos, não tenho conhecimento de nenhum recurso destinado a cultura de Janduís, embora esteja no orçamento de 2013

A Força da Cultura Janduiense

Uma cidade diversa de idéias e artistas
Para alguns poucos adoecidos pelo Poder, ainda dói, saber que a cultura de Janduís tem como símbolo vital a Cia. Ciranduís. Um grupo que cresceu e aprendeu com as adversidades e com a opressão.

Sabemos o quanto são fortes os músicos, os demais grupos e artistas que recuam pra dar conta da própria sobrevivência. E temos uma referência que atravessou as fronteiras do Brasil pra outros países do mundo.


Mesmo não sendo feita somente do teatro de rua, é claro, Janduís segue sendo representada nos diversos pontos pela Ciranduís. Enquanto o Poder Público não se mexe, estamos falando outras línguas, em outros planos.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Uma Boa Equipe


Considero uma boa equipe todo conjunto de pessoas que se une em prol de causas grandes, compromissadas, impactantes e que podem mudar a vida das pessoas.

Todo setor com equipe acima de 40 pessoas, alocadas como gratidão de favor eleitoreiro, ou outro qualquer, com incompetência de pelo menos 35, não tem como funcionar.

No serviço público, por exemplo, não tiro a legitimidade das “escolhas”. Quando bem feitas gera resultados, ao contrário, muita dor de cabeça. Será que existe alguma semelhanças com a “Terra do Nunca”?

Lembranças de um dia Ruím


Quero repudiar de público, um ex-colega de classe que não me emprestou um lápis grafite pra eu fazer uma redação no dia do Índio. Mesmo assim, fiz uma grande escrita junto com meus colegas: primos, irmãos, tios, sobrinhos e as pessoas que “REALmente” acreditam em mim.

A Cobrança Legítima


Há pessoas iludidas com os devaneios e realizações acidentais, capaz de interpretar cobrança com política. Um grande engano, todo e qualquer cidadão lúcido pode e deve sempre reivindicar o que lhe é de direito, embora, em sua maioria seja negado.

Diante disso, a falta de convivência com o adverso, torna o “Ser” mesquinho, maldoso e desentendido de tudo que passa a ser cobrado. Pobres coitados, não sabem que os instantes passam rápido.

O Valor do Silêncio


Tem momentos da vida que a cada passo adiante parece ser um retrocesso. Na verdade, isso acontece quando as pessoas que por si são irresponsáveis em suas funções públicas, privadas e pessoais. E aí, ao invés dos “abortados” optarem pelo silêncio passam a emitir ruídos onde não há extremidade alguma.

Em toda minha vida, sempre mantive o controle e o cuidado com tudo. É por isso que quando experimento Caviar, logo sei, que no dia seguinte voltarei pro feijão com arroz.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

O Tempo Faz, o Tempo Desfaz!

A grande proeza de conviver com a adversidade humana não está por aí à toa. Também não se compra porque pro caráter não existe preço. Eis, que pela necessidade servil, surge o fanatismo em razão do poder econômico.

Não quero acreditar que palavras de ordem como “extinguir”, “não andar com”, “superar algum trabalho pelo ódio” estejam na mesa de jovens “revolucionários”. Não quero, mas, devo entender que a serventia bate a nossa mesa todo dia.

Não amaldiçoo nenhum fanático, alucinado ou defensor de sua “legitima” causa. O tempo é o bem mais precioso para caminhos que não conseguimos enxergar quando não vemos mais que o nariz. A regeneração também é humana.

Movimentação Popular


Lideranças do PT local e regional

O Partido dos Trabalhadores – PT realizou grande mobilização popular, quarta-feira, 1, em atividade comemorativa ao dia do trabalho, às 17h, na Câmara Municipal, em Janduís.

Uma grande manifestação popular tomou conta do plenário da Câmara e Rua Santa Teresinha para ouvir algumas lideranças do PT local e regional. Foi um ato marcado pela marcante presença do povo e das principais lideranças.

Caramuru Paiva, Dr. Salomão Gurgel, Vereadores Braga, Artur Barbosa, Lázara Maia, Raimundo do STR, dirigentes e simpatizantes do PT foram os destaques da atividade.

Diretório do PT Expulsa Vereador Infiel



O Diretório Municipal do PT de Janduís, se reuniu quarta-feira, 1, às 14h, na sede, em Janduís para finalizar processo representado contra o vereador Ivamar Paiva.

O vereador foi acusado de infidelidade quando votou em desfavor da bancada petista em janeiro deste ano e por desrespeitar as normas partidárias adotas na Câmara Municipal.


Depois de analisar as representações e a defesa do acusado, o Diretório Municipal, que ora se instala como Comissão de Ética deu as cartas de saída ao infiel da balança

O partido deve solicitar a Justiça Eleitoral o mandado do vereador que deverá ser assumido pela suplente Zenaide Almeida. Ao acuso cabe recorrer as instâncias maiores.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

No Dia do Trabalho, Reivindico



O Dia do Trabalho é uma data comemorada mundialmente. Por isso, tenho a satisfação de me incluir como ativista da cultura. Filho de Campo Grande, morador de Janduís, já conquistei espaço em várias cidades da região, com trabalho e dedicação.

Diante disso, é desejo nosso que tenhamos nosso Fundo de Cultura e a FUNCULT com recursos, setores com previsão orçamentária já alocada em 2012 pra 2013. E isso, é mas dignidade e autonomia pra cultura janduiense.

Que os apoios cheguem a todos os grupos e aos que serão formados, aos artistas em geral dando-lhes o direito de permanecer oferecendo um dos itens que a cidade tem de melhor; E ainda, que haja mesmo apoio do Poder Público na prática e não só no falar.

Desejo mais, que a o anfiteatro da Praça Pauloxia, tratado como simples buraco por problemas de drenagem, passe por ajustes e melhoras; Que a cidade ganhe clima de prosperidade e não de competição política, jogo sujo que superamos há 20 anos.

E que a cultura floresça não pelo desejo individual de políticos, mas, pela força do povo de Nhanduí que não foge da luta jamais.

Escambito Raízes: Uma Intervenção Coletiva



É imprescindível, que a cada ano que realizamos encontros do Escambo ou o Escambito Raízes em Janduís. Mais ainda, são as tensões que rolam nos bastidores sujo dos politiqueiros defensores do seu umbigo.

E aí, podemos dizer que fizemos uma parceria com a Prefeitura de Janduís, através da FUNCULT, onde realizamos atividades como Chamada Escolar, Semana Pedagógica, som e apoio pra Paixão de Cristo e evento do PETI.

Todas as ações muito claras e bem resolvidas entre nós. Em troca a Prefeitura através da FUNCULT, cumpriu com a alimentação pra quase 200 artistas, mais que o combinado e registro de Ata e Estatuto do Ciranduís.

E essa relação de troca funcionou bem até o ponto que alguns incompetentes e interventores da bajulação entenderam que deveria haver intromissão em nossas decisões, algo que não aceitamos nem aceitaremos jamais.

Soubemos depois os nomes das “figuras” desarticuladoras da administração municipal, junto a um vereador que esteve em todas as Gestões e foi chutado de todas; outras são figuras que não merecem se quer a nossa menção da função.

Ao final de tudo, tivemos uma reunião com a FUNCULT, e fizemos uma boa conversa entendendo que Clementino, Wallace e Francisco, foram essenciais na alimentação e na dedicação em todo Escambito.

Em particular, nada do que foi dito me abalou. Já passei por situações mais complicadas e esse negócio de impedir cargo a estar em evento, formar grupo, se achar homenageado, são legítimos e não nos interessa. A comunidade respondeu a altura.

Continuar uma parceria com a Administração Municipal é algo a ser pensado por que a faz, a nós cabe cobrar o que é de direito. O respeito a quem faz prevalece, afinal, o povo fez uma escolha e cabe aos escolhidos fazer o bem ou mal.